Pular para o conteúdo principal

"são tantas as verdades da cidade":

a entrevista chapa-branca em que o atual prefeito de "florianópx" se diz vítima de uma "elite que nunca o engoliu", publicada no diário catarinense ontem, quarta-feira (aqui), coincide com mais arrombamentos à lojas do centro (eles vem se multiplicando nos últimos meses). mesmo dia, aliás, em que o irmão de uma grande amiga foi atacado por um morador de rua, que lhe golpeou a cabeça com uma barra de ferro. 

não nos esquivemos, há sangue nas mãos destes homens públicos.

é outubro e eu já não tenho mais ilusões. a política segue seu faz de conta desenhado por uma imprensa que, salve raras exceções, não faz jornalismo, mas propaganda. todo mundo tem que pagar as contas, dirão alguns, não sem razão.

a entrevistadora não pergunta sobre o não investimento em cultura (e aqui cabe meu arrependimento por ter acreditado em um secretário de cultura que nada fez além de jogo de cena), sobre a escola de música, sobre o transporte público e seu faz de conta, sobre os escândalos na câmara de vereadores ou sobre a falta segurança no centro e suas vítimas. a entrevistadora faz coluna social. nada contra coluna social, mas, convenhamos, PORRA, que raio de jornal é esse?! 

"há muita hipocrisia nesta cidade", disse ele e destacou ela. enfim, concordamos! e me pergunto se um dia investigarão as relações do então secretário de cultura, e pré candidato à prefeitura, e o grupo que publica este jornal (saiba mais aqui).

o jovem que tinha a faca e o queijo na mão - imprensa, câmara de vereadores, governo do estado e do país ao seu lado - chega ao fim do mandato lamentando os 77% de rejeição e não admite, mas fracassou por incompetência mesmo. 

a situação é lamentável, claro. a cidade não está bem. 

agora, não sou golpista, jamais gritei, como faziam muitos colegas meus na universidade, "fora fhc", daí, por isso, embora tenha cesar souza junior como um adversário, por conta de tudo que ele representa, torci pelos seus acertos. de verdade.  

que nos próximos quatro tenhamos alguém ao menos um pouquinho menos incompetente, já que sabemos que outra vez não teremos um prefeitx que vive a cidade de verdade.

Comentários

Vanessa Livramento disse…
Não meu amigo, acho que você está enganado, é exatamente essa a chamada de uma das propagandas políticas do candidato mais bem votado no primeiro turno: "ele vive a cidade". E vamos continuando, como você bem disse, torcendo pelos acertos deles! Que M!

Postagens mais visitadas deste blog

conta comigo:

lá ia eu, noite adentro naquele ônibus sob um céu sem estrelas, ao lado de uma desconhecida e seu ronco. em mim, a tentativa de juntar nomes, fatos, datas e canções em meu quebra-cabeça particular. ia com uma espécie de aperto gelado entre a barriga e o peito. difícil descrever minha angústia sem usar algum clichê... meu domingo ia tranquilo quando recebi a notícia que me arrasaria. 

em minhas memórias eu era outro, diferente do que sou: era um menino de 13 anos. no agora sou um homem de quase 40 que anda triste com o que o rodeia. vivo em um país à beira do colapso com cidadãos furiosos, engendrados em uma teia de ódio & oportunismos & meias verdades. mas quem era eu dentro daquele ônibus? o menino de 1990/91 ou o homem de agora? tenho duas filhas, faço canções doídas e as canto para poucos. dentro de mim, em minha poltrona, através da janela, eu era a soma do que fui, do que sou e do meu entorno nos dois períodos. 
em uma outra noite fria, isso há 25 anos, assisti pela primeir…

o brasil, a cidade, o samba e essas mulheres:

florianópolis, fins de agosto de 2016: pesquisa aponta angela amin como primeira na "corrida para a prefeitura", seguida de perto por gean loreiro. dois vassalos dos de sempre. ambos em partidos golpistas de agora e antes (sim, o pmdb é, ao contrário do que costuma pintar, fruto do faz de conta que chamava de revolução um golpe, a tática foi e é negar o inegável). aqui não é diferente de outras capitais e interiores do brasil brasileiro, in-fe-liz-men-te. fins de agosto e há gente na rua contra o governo interino-golpista, mas há mais ainda, como sempre. há muita gente por aí tentando ganhar algum, pois a crise é brava e não dá arrego. semana passada vi alguns destes perdendo seus produtos, cercados pela polícia e fiscalização. havia uma senhora chorando e pedindo para que não lhe tirassem o "ganha pão". ela, como vários outros dos que se viam cercados, era imigrante. essa é a nossa cidade hoje. esse é o nosso país. 
noite de domingo, rancho do neco cheio. lugar sim…

laura lópez castro:

tudo que quero é uma semana plácida. assim, como o som da cantora (espanhola-germênica) laura lópez castro (que conheci através do trapésio sem rede de ana roman). nada de debate político aqui. não vou alfinetar serra e seus comparsas (que se dizem do bem, mas são na verdade do dem). não vou defender a candidata dilma rousseff, pois ela já recebeu muitas defesas e apoios - todos mais importantes que o meu (este, de pedro alexandre sanches, é um dos mais bonitos, acho...). de todo modo, faço questão de deixar bem claro que, contra um projeto de país que passa longe do que acho justo e interessante para o brasil, voto 13 no domingo 31.
mas, como disse, no início, quero uma semana plácida para mim. e lhe desejo o mesmo, caro leitor(a). por essas e outras selecionei pra este post alguns vídeos do duo laura lópez castro e don philippe - residentes em berlim (optativoé o título do mais novo álbum da dupla). dá para notar, e não apenas por causa da versão de acabou chorare dos novos baianos,…