quinta-feira, 6 de outubro de 2016

"são tantas as verdades da cidade":

a entrevista chapa-branca em que o atual prefeito de "florianópx" se diz vítima de uma "elite que nunca o engoliu", publicada no diário catarinense ontem, quarta-feira (aqui), coincide com mais arrombamentos à lojas do centro (eles vem se multiplicando nos últimos meses). mesmo dia, aliás, em que o irmão de uma grande amiga foi atacado por um morador de rua, que lhe golpeou a cabeça com uma barra de ferro. 

não nos esquivemos, há sangue nas mãos destes homens públicos.

é outubro e eu já não tenho mais ilusões. a política segue seu faz de conta desenhado por uma imprensa que, salve raras exceções, não faz jornalismo, mas propaganda. todo mundo tem que pagar as contas, dirão alguns, não sem razão.

a entrevistadora não pergunta sobre o não investimento em cultura (e aqui cabe meu arrependimento por ter acreditado em um secretário de cultura que nada fez além de jogo de cena), sobre a escola de música, sobre o transporte público e seu faz de conta, sobre os escândalos na câmara de vereadores ou sobre a falta segurança no centro e suas vítimas. a entrevistadora faz coluna social. nada contra coluna social, mas, convenhamos, PORRA, que raio de jornal é esse?! 

"há muita hipocrisia nesta cidade", disse ele e destacou ela. enfim, concordamos! e me pergunto se um dia investigarão as relações do então secretário de cultura, e pré candidato à prefeitura, e o grupo que publica este jornal (saiba mais aqui).

o jovem que tinha a faca e o queijo na mão - imprensa, câmara de vereadores, governo do estado e do país ao seu lado - chega ao fim do mandato lamentando os 77% de rejeição e não admite, mas fracassou por incompetência mesmo. 

a situação é lamentável, claro. a cidade não está bem. 

agora, não sou golpista, jamais gritei, como faziam muitos colegas meus na universidade, "fora fhc", daí, por isso, embora tenha cesar souza junior como um adversário, por conta de tudo que ele representa, torci pelos seus acertos. de verdade.  

que nos próximos quatro tenhamos alguém ao menos um pouquinho menos incompetente, já que sabemos que outra vez não teremos um prefeitx que vive a cidade de verdade.

Um comentário:

Vanessa Livramento disse...

Não meu amigo, acho que você está enganado, é exatamente essa a chamada de uma das propagandas políticas do candidato mais bem votado no primeiro turno: "ele vive a cidade". E vamos continuando, como você bem disse, torcendo pelos acertos deles! Que M!