Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2010

cidadãos de primeira e de segunda classe:

ontem, no bacafá de raphael rocha lopes, assisti este vídeo (abaixo) em que o presidente do brasil discursa sobre preconceito. a fala de lula, emocionada, embora sirva de propaganda para dil(e)ma rousseff e zeca do pt (candidatos respectivamente a presidência de nosso país e ao governo do estado do matogrosso do sul), me lembrou algumas questões incômodas... curiosamente, no domingo, conversei longamente com um amigo sobre este assunto, de como apesar do país viver uma fase de boas perspectivas, parte de sua/nossa elite (principalmente aquela que faz e usufrui o jornalismo cultural brasileiro) continuar com o olhar deslumbrado mirando tudo o que não está ao seu redor - além de manter uma aparente vergonha de si.

a letra de babaovomidi, canção do primeiro álbum de totonho e os cabra (homônimo), de 2001, tem um refrão que diz "mamãe, tudo pirou/ tudo tá mudado/ mamãe, tudo pirou/ tá tudo americanizado". me parece que, do ano de seu lançamento para cá, essa situação de estranha…

frio:

neste domingo, 29, durante a 1° edição do festival de música da ufsc (em comemoração ao cinquentanário da instituição), frio, cuja autoria divido com o professor e poeta fábio corrêa, será apresentada entre as músicas escolhidas para o evento (que não é competitivo - ôba!). composta há 11 anos, no calor do verão de 1999, frio nasceu quando fábio me apresentou uma harmonia cheia de dissonâncias e a partir daquela sequencia de acordes, fiz a melodia e a letra que formaram a canção. durante a maior parte desse tempo frio permaneceu silenciada em uma gaveta. este ciclo foi interrompido recentemente pela voz de billy rezk, que a gravou para seu ep - tudo ou nada. mesmo tendo certa estranheza em sua harmonia e letra, nunca duvidei que a canção poderia ser assimilida por quem que fosse... duvida? ouve aí:
(e/ou apareça na ufsc, na tarde deste domingo para ouvir billy rezk + o violonista otávio rosa + o saxofonista eduardo ferraroa interpretando)

Billy Rezk - Tudo ou Nada - 03 03 - Frio by Bill…

discotecando no blog:

e que tal um pouquinho de rock'n'roll para animar o miolo da semana?!? ajeite seu topete e curta, entonces, a porra louquice de jerry lee lewis, o suingue contagiante de chuck berry, a pose de elvis "the pelvis" presley, a performance de little richard e a displicência cool do grande gene vincent!

no inicio dos 90's, quando ainda era um lobisomem juvenil, virei fã dos discos jive bunny & the mastermixes e pude, através deles, descobrir uma infinidade de artistas maravilhosos... como estes.










para o senado, vote nulo:

(ao menos aqui, em santa catarina:)
estava com a camilla, minha filha, andando pela rua, no domingo, antes do almoço, e ela perguntou: "e o colombo, pai? ele parece ser legal, né?!". responder algo deste tipo pode parecer fácil, mas não é. como dizer a ela o que representa colombo e seu partido? respondi como das outras vezes em que camilla me fez perguntas parecidas: ilustrando que um candidato a qualquer cargo político é muito mais que aquilo que parece ser nos comerciais televisivos que o tentam vender como futuro salvador do país. mas o problema é que, por mais que tente manter a postura plácida, acabo ficando puto ao longo de minhas resposta... como não atacar um candidato do democratas? como não lembrar sua horrível história (pfl, pds, arena, udn...)? como não citar nomes como jorge bornhausen,antônio carlos magalhães e marco maciel (ou outros, menos lembrados, mas que fizeram parte daquilo que veio a ser o dem, comojosé roberto arruda, paulo malufe hildebrando pascoal)…

wilson batista:

depois de cole porter e george gershwin, dou sequência a série meus compositores preferidos com o brasileiríssimo wilson batista. foi por causa de minha paixão por joão gilberto, que desde sempre tem as pérolas preconceito e louco (ela é seu mundo) em seu repertório, que descobri o sambista carioca. mas foi um post recente do notícias em três linhas que me fez querer dar sequência a essa divertida empreitada - ainda que trabalhosa (de fazer coletâneas dos compositores de que gosto).
wilson batista era semi-analfabeto e não tocava nenhum instrumento de harmonia, mas foi capaz de compor mais de duas centenas de sambas, a maioria deles de beleza e poeticidade  invejáveis. infelizmente, o artista é mais lembrado pela polêmica com noel rosa do que por algumas de suas canções, mas isso vem mudando, muito por causa da cantora cristina buarque, que em 2000 lançou o premiado álbum-tributoganha-se pouco, mas é divertido (com participações de nomes como paulinho da viola, chico buarque e roberto …

marjane satrapi:

já havia falado em minúsculas (aqui) de marjane satrapi, mas desde então, fui apresentado a outros dois bons livros da autora iraniana: bordados (2003) e frango com ameixas (2004), o que me faz querer voltar ao assunto... satrapi é ilustradora e quadrinista (existe esse termo?) e ficou mundialmente famosa com a série (depois lançada em único volume) persépolis (que virou filme e concorreu ao oscar em 2008), seu trabalho é capaz de capturar qualquer um, não importando se sua leitura é feita em avião, ônibus, sala de espera de dentista, ou, e por isso vai a dica, em casa, em um fim de semana como este...
li persépolis em pouco mais de 24 horas e virei fã imediatamente - este é, sem dúvida, a melhor das publicações que li da autora. frango com ameixas, embora não seja o meu preferido (mas mais por um pouco de indignação minha com o comportamento do protagonista da história) é um bom livro. melhor que esse é bordados, em que a autora simplesmente nos coloca como aquela mosquinha, que gost…

nesta sexta:

desde a apresentação que fiz ano passado com caio munizno teatro sesc prainha, ele no piano e eu na voz (me sentido a própria billie holiday - pena que não dê pra fumar em lugares fechados hoje em dia...), venho alimentando a vontade de apresentar algumas de minhas canções de modo mais ao pé do ouvido. por isso aceitei imediatamente o convite feito portatiana cobbettpara um show no coisas de maria e joão - pequeno e aconchegante espaço localizado em santo antônio de lisboa. mas não sem certa insegurança, claro.

entre o convite e a sexta que se aproxima, houve a idéia de fazer o show com o produtor felipe melo e as várias tardes de dedicação ao repertório e a criação dos arranjos que apresentaremos na noite de sexta. coisa simples, despojada, essa é a idéia. e dela surgiu naturalmente a participação do cantor billy rezk e do produtor e engenheiro de som fernando menezes - ambos com bastante intimidade com meu trabalho. aliás, foi justamente a intimidade que fez com que o espetáculo tive…

cupcake:

primeiro é preciso dizer que sempre quis falar sobre comida aqui. das coisas que gosto de comer, das coisas de gosto de preparar. mas sempre adiei de fazer, e lá se vão quase dois anos... a questão é que agora, por causa de um delicioso café recentemente inaugurado em barreiros, resolvi contar um pouquinho da minha paixão por cupcakes!

tudo começou com minha amiga vania parreira, que trouxe alguns destes bolinhos americanos com recheios e coberturas para lá de calóricas num dos encontros que nós mais alguns outros amigos costumamos fazer - para comer as mais variadas delícias que quisermos preparar (sempre na casa de algum de nós, que fica responsável pelo cardápio). até então eu não conhecia a iguaria. desde então, eles não só fazem parte de nossos encontros (que quase sempre terminam com um café, claro!), como viraram a nova paixão de minha amiga vania - que tem planos para em breve colocar no mercado uma empresa cuja especialidade são... ora, cupcakes! além dela, ana carina, a mulhe…

sonhos para domingo:

aqui está, penso, uma grande canção para ser ouvida neste domingo... perto ou longe do mar, com sol ou não, frio, calor, tanto faz: deixe o dia fluir.
estes são joel p. west and the tree ring apresentando sua dreams where i am sleeping ao vivo em um parque em san diego, u.s.a., mas as estrelas do vídeo (que tem direção de destin daniel cretton, brad kester, merrily cretton, spring cretton, andrew glendinning, ryan fernandez, joel p. west, kelly bennett, darla hawn, doug welcome, noelle jouglet, katie bradel, kim johnson, jordan karnes, ben weiland e daniel collins) não são exatamente os integrantes da banda.
(acho que paula felitto e martha dias gostarão de ver isso)


paulo engerroff, padre:

existem vezes na vida em que a gente quer dizer algo, mas não consegue. ou quando consegue, não diz como se gostaria. para mim, neste momento, é difícil dizer o que quero, mas sinto, ao mesmo tempo, uma necessidade extrema de dizer o que agora digo. perdi alguém muito querido, aliás, perdemos todos, nós, que o conhecemos. perdeu, talvez, até quem nunca ouviu falar de paulo engerroff, ou padre paulo. isso porque paulo era daquelas pessoas que viviam de maneira íntegra, era alguém que acreditava que o melhor caminho era o da ética.
sendo tio da mulher que amo, paulo e eu, ainda que pensássemos de maneira diferente a respeito de um assunto que a ele era tão caro, o cristianismo, a religião, tínhamos mais afinidades do que poderíamos supor. éramos próximos e nos víamos em todas as suas vindas a florianópolis. o que, apesar da distância, acontecia pelo menos duas vezes por ano. como há algumas semanas atrás, quando estivemos juntos, traçando uma deliciosa tainha grelhada, acompanhada de uma…

as ruas:

tudo começou com uma mensagem trocada entre amigos: antonio rossa me enviou uma canção sua, ainda inédita. em 2008, enquanto eu preparava meu primeiro disco solo, mostrei algumas das demos para ele e agora, por sua vez, o videomaker-fotógrafo-compositor, me apresentou essa (a primeira vista) estranha mistura de folk e reggae. gravada no the magic place com os multi-talentosos gustavo barreto e andré fm (ambos da sociedade soul), a canção tem arranjo inspiradíssimo - que soma harmonia simples e direta executada por violão, cavaquinho e baixo com um emaranhado poderoso de percussões, mais um coro que a certa altura enche de brilho a sinuosa melodia! coisa fina. ainda que haja, e não dá para negar, uma clara influência de engenheiros do hawai no modo como rossa canta, o que para ouvintes como eu não é algo lá muito atraente, aqui, em as ruas, este procedimento funciona. tá tudo certo, antonio, tudo no lugar (linda canção!) - parabéns!


por causa de nossa troca de imeius, calhou de antes de…

expresso da meia-noite:

ver o filmeexpresso da meia noite (midnight express, u.s.a., 1978) pode fazer refletir sobre a realidade da justiça em países subdesenvolvidos ou o olhar preconceituoso do primeiro mundo sobre a vida nos países pobres (ou outras questões). mas pode apenas entreter por sua sequência de cenas fortes (e isso já seria o suficiente, não?). não é ruim, a história. bem contada, inclusive, embora tenha lá seus problemas... mas o que realmente (me) interessa é sua trilha, de autoria do compositor/arranjador/produtor italiano giorgio moroder. entre fins dos 70 e o inicio da década seguinte ele seria responsável por uma série de hits - tantos em discos que levaram sua assinatura como artista, como naqueles em que atuou para produtor de gente como donna summer, phil oakey, blondie, freddie mercury e vários outros. como trilheiro moroder produziu: um gigolô americano (american gigolo, u.s.a., 1980), flashdance (u.s.a., 1983), história sem fim(neverending story, u.s.a., 1984) etop gun - ases indomá…

fernando elias:

vamos lá, que esse espaço é meu, é sobre mim, minhas impressões, indignações e faço questão de falar mal de quem merece. fernando elias (pr), ex-prefeito de são josé e ex-secretário de cultura e educação de dário berger quando este último esteve a frente do município entre fins dos anos 90 e começo da última década, é candidato a deputado estadual... a pergunta que não quer calar é "ele merece seu voto?".


fernando elias fez péssima administração em ambas as ocasiões. nem vou ficar aqui conjecturar sobre o fato de o candidato ter tido o nome envolvido em denúncias e escândalos nos últimos anos (como a cpi do lixo), quero apenas dar meu depoimento sobre o que vi de perto.
no começo desta década, quando a faculdade estácio de sá se instalou em são josé, prefeitura e entidade de ensino firmaram um acordo de isenção de impostos visando facilitar a vinda da instituição, que traria consigo a criação de inúmeros empregos diretos e indiretos e uma movimentação do cenário cultural e ed…

jeanette:

jeanette tem história singular, nascida em manchester (inglaterra), passou parte da infância nos u.s.a., mas foi adolescente, na espanha, que encontrou a música (ou foi encontrada por ela). sua primeira banda, pic-nic, foi um grupo folk que cantava em catalão! em seguida, já solo, conquistou meio mundo com soy rebelde (que em nosso país, em versão de paulo coelho, seria sucesso na voz de lilian - a do leno...). na espanha do ditador franco, do início dos anos 70, a cantora representava certa inquietação pouco politizada - nada muito diferente do havia por aqui (talvez nesse sentido coelho, um escapistas ligado a contra-cultura brasileira dos anos de chumbo, tenha sido o versionista certo para a canção). mas foi em 76 que, por causa da trilha do filme cría cuervos do (grande) cineasta carlos saura, que jeanette alcançou seu maior êxito: porque te vas (de josé luis perales) - até hoje hit aqui, ali e acolá! no universo da cantora é tudo derramado e triste - mas/e tão bonito (aliás, ela …

sobre os últimos dias:

antes do frio apertar, estive gelado de medo: a mulher que eu amo passou por uma delicada cirurgia e nós (que a amamos) tememos por sua saúde. agora está tudo bem e se foram, os dias longos em que se dizia qualquer besteira para evitar o silêncio. 
andei por aí nos últimos dias, visitando candidatos a câmara dos deputados de santa catarina. eu e alguns companheiros (odeio esse termo, mas é o que cabe) que já há alguns anos lutam para melhorar o cenário da música daqui. nessas idas e vindas fica fácil constatar que os antagônicos pt e psdb têm discursos quase iguais... e quem tem discurso diferente, quase sempre (e infelizmente), tem discurso pior. o triste é que na melhor das hipóteses teremos um(a) governador(a) ruim e sem propostas reais para implantar uma política cultural de estado (e não de governo).
comecei a preparar um novo show por esses dias, eu e felipe melo, a estréia está marcada para 20 de agosto - no intimista coisas de maria e joão (em santo antônio de lisboa). a tarde d…