Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2009

é quinta:

não há muito o que dizer:

estou produzindo essa festa, que estréia dia 02, com duas queridas (camilla cutnei e desirée trindade). o evento, que acontecerá no vecchio giorgio (lagoa da conceição), começa cedo, às 20 horas, pois disponibilizaremos um serviço de salão de beleza gratuito para os que chegarem. distribuiremos também alguns divertidos prêmios e temos entre nossos apoiadores a revista de moda catarina, o motel natai, o studio de beleza lounge, a floripa sex store, a cotirô e a red bull que nos presentearão com alguns dos seus produtos.

o som fica a cargo dos dj's marcos espíndola e jean mafra. e ainda teremos a exposição de quadros de paulo gouvêa pra nos encher os olhos...

seu eu fosse você, não perdia.

postagem número 100:

a samambaia sound club vive a intensa fase de pré-produção de seu novo disco. momento em que as coisas às vezes parecem prontas. mas só parecem. uma das letras do disco, de uma canção que por enquanto se chama mais: mas, recebeu ao menos umas cinco versões diferentes até agora. ainda não estou de todo satisfeito com seu texto e venho mudando, mexendo, recortando... bom, a quem interessar, coloquei aqui embaixo trechos de duas versões dela. uma já rejeitada e outra que por enquanto me agrada mais...

(a música é de andré guesser, thiago gomes, daniel gomes, marco antonio jaguarito e jean mafra. a letra é minha)

já passou a dor
e tudo acabou
já chorei e já me deixei ficar como quem só
tem além de dó
da pena de si
um desejo torto de voltar e insistir

mas superei toda essa fase
em que acordava e preferia
a cama ao dia e só ouvia o que doía e me lembrava
o teu calor e te ligava e te pedia pra voltar
agora não, estou em outra
e já não quero mais chorar

mas
Se você me ligasse e me dissesse que
mais
talvez um …

vince clarke:

vince clarke não é um dos sujeitos mais lembrados ao se pensar em grandes nomes do pop. pudera, ele sempre esteve nos bastidores. mas isso não o impediu de ser responsável por alguns hits que, de tão importantes, ajudaram a definir a música pop feita nos últimos 25 anos.

lembrei dele por causa de um delicioso remix seu para no you girls, último single do franz ferdinand. fui muito fã do senhor clarke no começo da minha adolescência (preferia pet shop boys, erasure, elvis e litle richard à guns'n'roses e u2 - os donos das paradas no período em que eu tinha 13/14 anos), mas havia me esquecido um pouco do seu talento para criar belas canções — e alguns ótimos riffs.
nascido em 1960, apaixonado por teclados e sintetizadores, foi o fundador e vocalista inicial do depeche mode, que abandonou após o primeiro álbum — do mega hit just can't get enough (de sua autoria). em seguida se uniu a cantora alison moyet e, nos moldes do eurythmics criou o yazoo, que lançou apenas um álbum (de …

dia 02 de abril:

semana que vem, estréia no vecchio giorgio: vive la fête com chá dançante.

uma noite, duas festas. música moda beleza. convite feito: nos vemos lá!!!

coisas:

por causa do blog de marquinhos espíndola descobri o programa larica total(canal brasil). a-do-rei(!). apresentei-o a bhianca chiaradia. que escreveu em seu blog a respeito e me tirou o assunto. desgraçada!

_______________________________


bom, por isso, resolvi colocar aqui um videozinho de uma canção que amo, composta por um compositor de que sou fã, cantada e arranjada por um cantor/compositor/performer que invejo e admiro e numa versão que acho mais que apropriada para iniciar a semana.

clipe promocional do projeto red hot + blue — da red hot organization, que nos anos 90 lançou alguns bons discos cujos lucros eram revertidos para pesquisas para encontrar cura para a aids — para a música don't fence me in de cole porter. originalmente escrita na década de 30 do século passado, essa canção, após passar pelo repertório de alguns dos maiores cantores/cantoras do período, recebeu essa releitura mezzo baiana de david byrne.

sei como se sente o luís fernando veríssimo:

me irrito quando recebo um poema ou um artigo num estilo auto-ajuda que tem como autor declarado alguém como fernando pessoa, clarice lispector (tadinha!), luís fernando veríssimo ou outro qualquer. infelizmente, num país de semi-analfabetos, fica difícil cobrar autoridade em se reconhecer diferenças estilísticas entre autores... ainda assim, é chato (no mínimo) ver que certos nomes (por serem reconhecidos) são usados para dar alguma credibilidade a textos ruins.

bom, daí que recebi agora a pouco um imeiu de uma amiga perguntando se eu tinha feito outra letra para ultra-sexy, canção minha gravada no primeiro disco da samambaia sound club em 2006. ou se por engano alguém havia colocado outra das minhas músicas no site letras.mus.br... fui conferir e econtrei por lá, sob o título ultra-sexy, algo que não escrevi e nem escreveria, acho.
taí, me senti o veríssimo.

a letra falsa:


Que tolo mas eu não consigo evitar / Porque eu só vivo pensando em você / É sem querer, você não sai da minha cabeç…

brechó — ou uma reciclagem de idéias:

alguns anos atrás, costumava escrever pequenos textos bem humorados para convidar as pessoas a assistir a samambaia sound club. como a gente toca nesta sexta, amanhã, no clube da luta, em uma festa especial (a dos óculos exóticos — é pra ser um nome meio esdruxulo mesmo, ok?!?), resolvi recuperar um daqueles textos aqui. o que acho que tem a ver.

(a festa acontece na célula e com maltines e bloomy — quem aparecer por lá com um óculos "diferentão" concorre a alguns prêmios...)

_________________________________


· se você tem uma vida sexual sem graça e não agüenta mais ter que inventar desculpas para não transar com seu (sua) parceiro(a) de sempre.
· se você é um enrustido medroso que só sai do armário quando vai a balneário camburiú.
· se você tem um colega de trabalho cretino que vive tentando puxar o seu tapete.
· se você é um cineasta duro que tem inimigos na secretaria de cultura.
· se você é um político frustrado que gastou o que tinha e o que não tinha e não conseguiu garantir…

nos últimos dias:

nos últimos dias ando ouvindo um disco do cantor e guitarrista, do zimbábue, john chibadura and the tempo brothers. coisa fina. baixei num blog. vale a pena correr atrás.

sexta última vi a célula lotada em divertida noite de clube da lutacom aerocirco, da cavernae lenzi brothers. foram três grandes shows, casa cheia, gente bacana (e bonita), bebida barata e pegação — não, eu não peguei ninguém. sobre essa mesma noite, outros relatos aqui, aqui e aqui.

nessa noite bati divertido papo com cassiano ferraz, que além de fotógrafo oficial do clube, é uma grande figura, apesar de, pasmem, nunca ter tomado cerveja na vida. como dizia dean martin, "não se pode confiar em alguém que não bebe, ele deve ter algo a esconder". cassiano ferraz vive aqui, nessa cidade, se virando, tentando ganhar dinheiro com aquilo que ama fazer. respeito isso por demais.

sexta próxima acontece a festa dos óculos exóticos em edição especial do clube da luta — com samambaia sound club, maltines e bloomy.

na rev…

adorno:

talvez a (auto-) propaganda seja a alma d(esse)o (meu) negócio: (cita opportunities (let's make lots of money) dos pet shop boys e michê da samambaia sound club)

sobre andrey & a baba e dazaranha:

florianópolis é assim, uma cidade estranha. alguns anos atrás, no primeiro semestre de 2007, um cara me procurou com uma proposta profissional, estava organizando um site para concorrer com o guia floripa e o tô puto. ele pensava em falar sobre festas, mas de modo menos avacalhado que um e mais divertido que outro. gostei da idéia, principalmente porque havia uma proposta financeira para mim. eu seria remunerado para escrever pro site — coisa que não acontecia no tô puto na época (aliás, nem em época nenhuma). aí que escrevi algumas coisas e... o projeto nunca foi ao ar (ele se chamaria divina noite...).



resolvi recuperar um dos textos e disponibilizá-lo, uma crítica datada, mas... (em maiúsculas)



________________________________





DOIS NOVOS DISCOS, DUAS GERAÇÕES DE FLORIPA!

Duas bandas de Floripa lançam novos discos ao mesmo tempo, o aclamado Dazaranha e o novato Andrey & A Baba do Dragão de Komodo. As diferenças entre os trabalhos são gritantes e se refletem até nos nomes dos discos…

um poema, e por que não?!?

poeminha pro meu bem

fiz um poeminha pro meu amor
fiz um verso sem rima mas no fim
voltei atrás e aí, assim, rimei algumas coisas soltas
mas outras, talvez por pura incompetência
ou mesmo pouca paciência, deixei tão livres como um gato
que nunca sei se quer ou não
se gosta ou finge
assim como meu bem às vezes

fiz um poema meio bobo
como quem olha com malícia toda a delícia do seu bem depois do banho
e então se faz de displicente mesmo contendo um enorme desejo no meio das pernas

fiz um poeminha meio tímido
cálido e pálido
fiz, pra fazer meu amor mais feliz

vários assuntos:

ontem choveu dentro do cic como chovia fora. e não, a culpa não é apenas da forte chuva, mas do descaso dos responsáveis pelo espaço. sei da reforma que virá (quando?) e sei que para chegar na situação em que está, aquele que é nosso mais importante centro cultural, passou por um longo período de esquecimento.

por causa da forte chuva não consegui chegar ao show que o quarteto fast food brazil fazia no brasileirinho no estreito. uma pena, pois adoro as canções dos moços e venho trocando imeius com seu baterista desde dezembro... (mas soube que a banda arrasou em apresentação em criciúma neste sábado).

antes: havia passado a tarde de domingo no estúdio do maia — baixista do coletivo operante — gravando algumas canções com a samambaia sound club. demos inicio a fase de pré-produção de nosso novo disco há algumas semanas e aproveitamos para registrar algumas dessas novas composições ontem. em breve ponho uma dessas demos na roda.

e por falar em por na roda... caiu na rede cerca de 60% do …

da janela:

estreia hoje (amanhã haverá outra exibição) no mis, a sala multimídia do cic (o centro integrado de cultura), da janela - entre a visualidade e a omissão, filme de giovana zimermann e sebatião braga (o tião). o curta foi premiado com recursos para sua produção pela fundação catarinense de cultura em 2005, mas teve o dinheiro liberado apenas ano passado. filmado em maio, só agora, depois de alguns meses de edição, ocorre sua primeira apresentação. e justamente no dia internacional da mulher — o filme trata, dentre outras questões, de um estupro. nos vemos lá.


ficha técnica
direção: giovana zimermann e sebastião braga
roteiro e storyboard: giovana zimermann
direção de produção: sofia mafalda e fabíola becker
preparadora de elenco: elianne carpes
direção de arte: lina lavorati
direção de fotografia: martin carvalhoeletricista: dillstill: anelise borgestrilha sonora: curandeiraedição: tiago santos
elenco: elianne carpes, giovana zimermann, luiz cláudio leite, marcos josé santin, marta césa…

ryana gabech:

ryana gabech é corajosa. muito. é preciso ter coragem para encarar uma platéia apenas com o próprio corpo e ela o faz com maestria em seu bonito espetáculo, trêmulo - apresentado ontem, aqui em florianópolis, no teatro sesc prainha.
trêmulo é também o título do livro (e do cd que o acompanha) de poemas lançado pela autora no ano passado. ao vivo ryana dá novo fôlego aos seus escritos, que em sua interpretação se revelam ainda mais afiados. destaco revoa, que ali, no palco ganhou densidade justamente pela sutileza da pegada da poeta.
segue aí, logo abaixo, o video do manking off da gravação do disco (com produção musical e trilha original, ao menos em parte, de guinha ramires).

igreja católica:

é sabido que a igreja católica foi conivente com o assassinato de milhares de "almas" que por motivos vários não serviam aos propósitos dos "donos do poder". mas não entremos nisso. falemos de outra questão, mais atual...
falemos de uma menina de nove anos grávida. falemos de uma menina grávida de seu padrasto. falemos de uma menina vítima de um estupro. falemos de uma menina de nove anos grávida de gêmeos. falemos de uma menina de nove anos com o corpo de uma menina de nove anos e grávida de seu padrasto. falemos de uma menina sem condições físicas, psicológicas e financeiras para ser mãe. falemos de uma menina vítima de violência sexual.
essa menina passou por procedimento cirúrgico, um aborto, na manhã de hoje. mas a igreja católica, na figura do arcebispo de olindae recife, d. josécardoso sobrinho, condenou a interrupção da gravidez. e mais: através dos advogados daquela arquidiocese, que haviam preparado uma denúncia que deveria ser encaminhada ao ministério púb…